Introdução

Atualmente uma das grandes preocupações da comunidade científica consiste em entender como as mudanças no clima, no uso e na cobertura da terra já afetam ou têm potencial para impactar os recursos hídricos nos diferentes biomas brasileiros e os seus efeitos na sustentabilidade ambiental e econômica das comunidades rurais. As mudanças climáticas têm potencial para alterar os processos do ciclo hidrológico, podendo afetar a disponibilidade e a demanda de água para a agricultura, a qual depende da evaporação e da precipitação. De fato, conforme projeções de diversos estudos, as mudanças climáticas deverão impactar a disponibilidade hídrica em bacias hidrográficas das diversas regiões brasileiras. Estudos recentes indicam que poderão afetar a "geografia da produção agrícola nacional", o que acarretará, também, em alterações significativas no uso do solo no ambiente rural.

No intuito de investigar essas questões e obter respostas seguras que possibilitem subsidiar a gestão dos recursos hídricos e a tomada de decisão, foi criada a rede de pesquisa AgroHidro. Atualmente a rede AgroHidro é formada por 45 pesquisadores, 12 centros de pesquisa da Embrapa e 8 universidades brasileiras, sem considerar parceiros indiretos e externos, inclusive internacionais, que já participam de pesquisas em desenvolvimento na Embrapa que comporão a rede.

Estudos como esses são, por natureza, interdisciplinares, multidisciplinares e complexos, uma vez que o uso sustentável dos recursos hídricos é resultante do uso que se faz dos demais recursos naturais de uma determinada bacia hidrográfica e de suas relações com a dinâmica socioeconômica em curso nas sociedades humanas. Nessa temática, para atingir os objetivos em sua plenitude, é fundamental o trabalho em redes de pesquisa, de forma a estimular e fomentar de forma mais articulada e consolidada as pesquisas, com vistas a proposições de projetos que sejam representativos das demandas e realidades dos diversos biomas brasileiros no contexto do desenvolvimento sustentável desejado pelos governos e pela sociedade civil.

Objetivo

Promover a integração, a troca e o avanço de conhecimentos entre profissionais e instituições nacionais e estrangeiras que estudam as interações entre os recursos hídricos e as cadeias produtivas agropecuárias e florestais, em busca de soluções baseadas em conhecimentos e tecnologias, voltadas à sustentabilidade e à melhoria da qualidade de vida dos produtores rurais e da população em geral.

LINKS

- Repositório de dados - https://www.agrohidro-rep.cnptia.embrapa.br